Arquivo da tag: Receita

EMPADINHAS

Empadas! Quem gosta levanta a mão!  o/

O que elas têm de mais? Eu não sei. Só sei que se me dessem de café da manhã, almoço e jantar (contanto que variassem no recheio né, s’il vous plaît), eu seria feliz. E muito (mais) gorda.

Sempre que batia aquela vontade de comer uma(s), precisava sair de casa e comprar, porque todo mundo falava que massa “podre” é difícil de acertar, tem que por na água gelada, não sei o que, pôr cachaça, iogurte natural, banha, 4 gemas e 1/3, sangue de 72 cabritos virgens, benção de Apolo, etc. Fiquei assustada.

Até que um belo dia futuquei o Big Book of Receitas da minha mãe e achei uma massa bem fácil! Será que ia dar certo?? Só podia ser brincanagem. Fiz, com medo do resultado e… voilá! Empadas gostosinhas!

Olha só como é “dificil”: pega um daqueles tabletes de margarina, sabe?  Então, para cada tablete daquele, um copo de requeijão cheio de farinha de trigo… e só. Mistura até ficar no ponto e seja feliz! Mas põe na forminha (ou formão, empadão também existe, ué) e assa antes, tá?

Recheio: eu já inventei de tudo. Fritei calabresa e pus com requeijão, desfiei frango e pus num molhinho, resto de strogonoff de frango também já foi.  Essa que fiz e tirei foto foi molho de frango. Refoga um alho, põe o franguinho para cozinhar picadinho. Enquanto estiver cozinhando, com a colher mesmo vai partindo, desfiando. Aí põe cebola, pimentão, azeitona, molho de tomate, sal e pimenta a gosto e dá uma engrossada com maisena! É bom bater a maisena com água num copinho primeiro, pra não empelotar. Aí em cima do frango já no tabuleiro, pus queijo de saquinho (aquele mesmo da pizza).

A receita original diz que é para misturar ovos com leite e por um pouco de queijo ralado, despejar na massa na forminha e deixar sem tampa mesmo. Fica bom!!! Aí em cima disso já adicionei muçarela picada, cebola e tomate…tudo no leite com ovos.  Muito bom. Agora, só não me pergunta quanto de leite e quanto de ovos… medidas eu só levo à sério em massas. No resto… invento!

Ah sim, e se resolver fazer com a tampa, não se esqueça de bater um ovo e passar em cima.

PARISIAN MACARONS: RECEITA

Macaron é um doce à base de merengue feito com clara de ovo, açúcar de confeiteiro, açúcar granulado e amêndoa moída: resumindo, um sanduíche de biscoito com ganache, buttercream ou geléia.

Não se sabe muito bem onde foi criado, apesar de geralmente considerado um doce francês. Segundo o Wikipedia, o nome é derivado da palavra italiana maccherone maccaroneor (isso é uma palavra só?).

O macaron, como é conhecido hoje, foi chamado de “Gerbet” ou “macaron de Paris” e foi criado no início do século 20 por Pierre Desfontaines. Pesquisei algumas receitas e traduzi esta do site da Martha Stewart.

Ingredientes

  • 1 1/4 de xícara mais 1colher de chá de açúcar de confeiteiro (nossa, que precisão!)
  • 1 xícara de amêndoas descascadas e moídas
  • 6 colheres de sopa de clara de ovos frescos (o que corresponde a cerca de 3 ovos grandes)
  • Pitada de sal
  • 1/4 de xícara de açúcar granulado
Como fazer
  1. Misture o açúcar de confeiteiro e as amêndoas moídas. Em outra vasilha, bata as claras em neve (com a pitada de sal) e adicione o açúcar granulado. Bata até chegar ao ponto de pico (olha o vídeo no final para ver o que é).
  2. Com uma espátula, misture as claras em neve com a mistura de açúcar e amêndoas moídas.
  3. Coloque a mistura num saco de confeiteiro. Você vai precisar fazer disquinhos (de mais ou menos 3cm de diâmetro) com a massa para assar. Forre a forma com papel manteiga! Deixe descansar por uns 15 minutos.
  4. Asse com a porta do forno entreaberta (estranho, né?) por cerca de 15 minutos.
  5. Depois de frios, monte os macarons com o recheio que quiser. Uma opção é a ganache: uma parte de chocolate derretido mais uma parte de creme de leite fresco. Alô, chocólatras!
No site da Martha Stewart não informa a temperatura ideal do forno. Mas para facilitar um pouco nossa vida, o site Tudo Gostoso fez um vídeo com sua própria receita. No vídeo, o chef informa que é necessária temperatura baixa.

Achei bem fácil, exceto pelas amêndoas moídas. Explico: é tão difícil achar essas coisas em BH. Sério! A cidade é grande, mas é meio “rocinha”. Não sei explicar como isso é possível, mas tem lá suas vantagens. 🙂

MAMMA MIA!

Vamos aprender a fazer pizza?

Eu não gosto muito de comprar pizza pronta porque eu adoooooro inventar meus sabores malucos.  E como as prontas nunca tem TUDO que eu quero… eu faço.

Geralmente, o maior problema é  a massa. Mas agora não é mais!!!

Aprendi uma receita de massa com meu tio. Ele aprendeu a receita com um cara que diz que trabalhou em uma certa pizzaria famosa. Se é a mesmíssima receita, não sei. Faz cerca de 15 anos que não como na dita pizzaria e na última vez, não fui numa aqui no Brasil. Mas o importante é que a massa é gostosa ainda assim.

Ingredientes

1kg de farinha de trigo
1 copo de água
1 copo de óleo
100 g de fermento Fleschman (não é o em pó)

Misture até dar o ponto, deixe crescer (e como cresce!) e tcharãn!

Eu faço metade dessa receita e dá um tabuleiro daqueles redondos de pizza. Ou seja, uma pizza normal. Mas eu gosto de fazer com borda. E gosto da massa fininha. Meu tio faz essa receita toda e dá 2 tabuleiros quadrados, mas daqueles enoooormes. Quase o tamanho da prateleira do forno toda. E ele gosta da massa mais grossa.

Eu tbm gosto de dar uma assada na massa antes de cobrir. Talvez seja pq eu espalho bem fininho, a massa vai voltando aos poucos, sabe? A gente espalha até a borda do tabuleiro de um lado, aí tá espalhando do outro, e ela tá no meio do tabuleiro do outro lado… então, pra ela ficar quieta enqaunto faço minhas coberturas malucas, eu espalho rapidinho e  ponho 5 minutinhos no forno, só pra dar uma firmada. Aí venho com molho de tomate (diluído em um pouco d’água, pra espalhar melhor) e o queijo mussarela por cima. Em cima disso, sua imaginação é quem manda. Calabresa, cebola, tomate, frango, catupiry, cheddar, pimentão, ovo, presunto, provolone, requeijão… tudo testado e comprovado por tia Deb 🙂

Se quiser fazer a borda como eu, é assim que faço:

Espalho a massa, aí ponho aqueles queijos de saquinho na borda (você corta a pontinha e vai apertando na circunferência, é mais fácil). Aí, pego mais um pouco de massa e vou abrindo na mão, pondo por cima do queijo, fazendo tipo um túnelzinho pra ele. 😀  Tem que fazer isso antes de espalhar a massa de tomate e tudo mais.