Arquivo da tag: inspiração

UM ARCO-ÍRIS NA SUA ESTANTE

Livros arco-íris

A minha biblioteca ainda está longe de ter exemplares suficientes para fazer isso aí. Mas um dia eu chego lá!

Confissão: quando eu era criança, aprendi as cores do arco-íris com uma revistinha da Xuxa. Sim, ela tinha uma revistinha em quadrinhos. Acabou que eu esqueci tudo e tive que apelar para o oráculo Wikipedia:

Para ajudar a lembrar a sequência de cores do arco-íris, usa-se a mnemónica: «Vermelho lá vai violeta», em que l, a,v, a,i representam a sequência laranja, amarelo, verde, azul, índigo.

Tá certo que nas fotos abaixo, o arco-íris tem mais cores. Mas quem se importa? É só uma ideia legal. 🙂 Para quem quiser encontrar um arco-íris por aí, se liga:

o efeito do arco-íris pode ser observado sempre que existir gotas de água no ar e a luz do sol estiver brilhando acima do observador em uma baixa altitude ou ângulo. O mais espetacular arco-íris aparece quando metade do céu ainda está escuro com nuvens de chuva e o observador está em um local com céu claro. Outro local propício à apreciação do arco-íris é perto de cachoeiras.

A gente ama Wikipedia, sim ou com certeza?

O nome arco-íris vem da mitologia grega: Íris era uma deusa que exercia a função de mensageira. Ela deixava um rastro multicolorido ao atravessar os céus, na maior vibe Nyan Cat!

Estantes

Fica aí a ideia para os leitores viciados aficionados organizarem seus queridos livros. Aproveitando o assunto, a Celly Borges postou faz um tempo uma série de dicas para guardá-los e conservá-los. Lá vai resumão (para ler tudo, entre no Mundo de Fantas):

  • Guardar os livros em local ventilado (nada de armários fechados)
  • Manter o livros em posição vertical (como nas fotos)
  • Para não empoeirar, pode cobrir com pano (plástico não!)

Aliás, o blog da Celly (Mundo de Fantas) é bem legal, especialmente para quem quer acompanhar lançamentos, resenhas e oportunidades (hello, novos autores!).

CITAÇÃO DA SEMANA

A separação do poeta e pensador é apenas aparente — e em detrimento de ambos. […] A poesia é o genuinamente, absolutamente real. Este é o cerne de minha filosofia. Quanto mais poético, tanto mais verdadeiro.

Novalis (1798)

CITAÇÃO DA SEMANA

A consistência é o último refúgio dos sem imaginação.

Oscar Wilde (1885)

CITAÇÃO DA SEMANA

Em nenhuma fase da vida humana o desprezo pelo risco e a esperança presunçosa de sucesso se encontram mais ativos do que naquela idade em que os jovens escolhem sua profissão.

Adam Smith (1776)