Arquivo da tag: Drama

RINGER

Hoje vamos falar de uma série chamada Ringer.

“Quê?? Essa não é a Buffy??”  Sim, é ela! A mesma de “Eu sei o que vocês fizeram no verão passado”.

A história é de uma mocinha, a Bridget (que não é das mais santas), que devido aos seus hábitos nada saudáveis de se drogar acaba presenciando um assassinato que um chefão da máfia cometeu. Depois disso, ela passa a ser perseguida pela máfia e pela polícia, que quer que ela testemunhe. Então ela corre para a irmã, Siobhan, que é rica, linda e gêmea dela. Elas não se falavam há 6 anos, mas parece que as coisas tavam indo bem, até que Siobhan some do barco onde elas estão se divertindo um dia.

Dona Bridget acha que a irmã se matou e, para fugir dos problemas, assume a identidade dela… Só que ela não sabe que Siobhan tem seus próprios problemas. Aí fica difícil, né?

Siobhan e o marido se odeiam, além da enteada que a odeia também. Ela trai o próprio marido com o da melhor amiga e… fica grávida dele. E a Bridget vai descobrindo tudo isso assim, “no susto”.

Como se não bastasse, alguém está tentando matar a Siobhan também e Bridget não sabe quem nem porquê.

Enquanto ela tenta resolver tudo isso, tem um detetive atrás de Bridget. Ele não sabe que Siobhan é, na verdade, Bridget. Mas fica a persegue do mesmo jeito porque acha que a Siobhan sabe onde a irmã está. Simultaneamente, a máfia está pegando os amigos de Bridget para tentar descobrir onde ela está e  ela ainda se apaixona pelo marido da Siobhan.

É muito problema para uma mulher só, não é não?

Ringer passa às segundas, 22h, no Canal 57 (na Sky), o Studio Universal.

MURDER HOUSE

Quem adora terror/suspense/horror levante a mão! o/ o/ o/ o/ o/ o/ o/ o/ o/

Quem me conhece sabe que atóoooooron histórias de terror. Se tiver um filme de terror e qualquer outra coisa no cinema, me chame pra ver o filme de terror. Mesmo que seja trash, adoro rir tbm! (Mas se tiver um filme do Tom Cruise, me chame pra ver o filme do Tom Cruise.)

Pois bem, a sacanagem é que filme acaba em 2 horas, né? Claro que tem aqueles que vão até o número 20 mil, mas nunca é a mesma coisa… Então o que faltava em nossas vidas? Um seriado de terror. ISSO MESMO!!  Terror contínuo uma vez por semana, por possivelmente muitas temporadas.

 

Oh yes baby, American Horror Story.  Alguns de vocês vão me falar “mas já existem séries de terror/suspense: e Supernatural? E The Walking Dead?”  Pois bem, deixe eu dividir um pouco do que aprendi sobre terror nos últimos tempos…

Stephen King  usa uma técnica MARA e bem simples (e quando você para pra pensar, bem óbvia!) para aumentar o terror: aproximar a história do leitor.  “Como assim tia Deb?” A tia explica: ele insere muitas marcas de produtos do dia-a-dia (marcas americanas, claro, mas enfim) como pastas de dente, refrigerantes, programas de TV, etc. em suas histórias para o leitor identificar: “Hey, eu uso isso!”.  Isso faz com que ele pense: “Hum, esse cara é igual a mim… talvez isso possa acontecer comigo também!”  e aí PUM, fica com medo!!! Além disso, os personagens dele possuem problemas como todos nós. Isso também aumenta a aproximação com o leitor.

Eu ADORO Supernatural e sim, eles são irmãos e brigam, como todo mundo. Mas convenhamos: quem de nós é caçador de demônios??? Como se não bastasse, incubidos da tarefa de salvar o mundo do apocalipse??? Isso daí já mata a questão da aproximação para mim (mas se você é um caçador, obrigada por deixar meu mundo mais seguro). Confesso que nunca vi The Walking Dead… ainda. Mas zumbis?? Really?

American Horror Story é próxima de você. Uma família que quer recomeçar: a mulher teve um aborto espontâneo, estava triste, e o marido transou com a aluna dele (Canalha!). Isso pode acontecer com qualquer um! A mulher decide perdoar e se mudam para o outro lado do país para recomeçar. Compram uma casa linda e baratinha… por quê? Porque dezenas de pessoas morreram ali!  :O

Aí temos vários fantasmas. Cada episódio explica a história de um, no começo. E depois mostram como ele influencia a família que está morando lá agora. Além disso, tem os problemas normais deles. Amante do marido aparecendo, a esposa engravida de novo, não pode ficar estressada para não perder o bebê de novo e por aí vai.

Outra coisa que influi no terror é o que Tzvetan Todorov chama de vacilação.  É quando a pessoa fica entre uma explicação plausível para o ocorrido, ou uma explicação sobrenatural mesmo. Então, vamos aos personagens. Temos o homem borracha:

Oh Noes!

Você (bom, eu) não sabe (sei) se ele é um fantasma mesmo, ou se é um dos vizinhos loucos vestidos para assustar o povo.

Temos também o Tate:

Normal people scare me too! Se alguém achar uma camisa assim pra vender por aí, me mandem uma mensagem. Eu quero.

Ele é paciente do marido canalha (que além de canalha é psicólogo). Mas não vejo ele se relacionando com muita gente… só o médico e a filha dele. Algo nele me faz pensar que ele talvez seja um fantasma também. Não sei explicar.

Aí tem a empregada:

“Mas peraí, são duas empregadas?”  Não, crianças! As mulheres a vêem velha, os homens a vêem jovem.  ~:O

Vou parar por aqui. Se eu falar de tudo que eu tô pensando,vou acabar entregando a série toda. Já acabou a primeira temporada, mas está repetindo na Fox. A segunda começa por volta do Halloween.

American Horror Story passa na Fox, Canal 45 da Sky, Sábados às 01hrs (de madrugada, pra aumentar o medo).

VINGANÇA: QUEM NUNCA?

Todo mundo tem pelo menos uma pessoa  que odeia devido a uma enorme sacanagem que fizeram, ou que você acha que fizeram contigo. E todo mundo fica pensando nas várias maneiras cruéis com as quais poderia retribuir. Alguns pensam em coisas que poderiam fazer com as próprias mãos, outros torcem para que o universo/karma retribua o “favor”. Mas de alguma forma, todo mundo quer vingança. (Se você não quer, você é uma pessoa melhor. Parabéns!!!)

Então, fizeram um seriado sobre isso.

Então, essa menina aí, que fez Everwood e Brothers and Sisters (pausa para pesquisar o nome dela), Emily VanCamp, interpreta uma jovem linda e rica, Emily Thorne, que vai morar nos Hamptons: um balneário de luxo no estado de Nova York, onde os ricos mas nem sempre lindos possuem mansões para passar o verão (ou o ano todo, se curtirem praia fria). Todo mundo se conhece, aparentemente, e ela é a menina nova no pedaço, então todos ficam com a pulga atrás orelha . E deveriam mesmo.
O que eles não sabem é que ela é na verdade Amanda Clarke,  filha de um cara que a comunidade toda sacaneou. O cara foi preso e aparentemente era inocente, mas todo mundo armou pra ele. Amanda era pequena e deram um jeitinho dela ficar na instituição correspondente à FEBEM (atualmente chamada Fundação CASA, para recuperação de menores infratores) dos EUA e nunca ver o pai. Mas ela completou 18 aninhos um dia e foi solta. O pai, antes de ser sacaneado, havia investido uma grana na empresa iniciante de um jovem sonhador, o Nolan, e agora a empresa é grandona. O pai dela morreu na prisão e ela herdou a grana da empresa. Então a Emily fica rica e o jovem sonhador vira seu comparsa, porque ele odeia todo mundo na comunidade também. Ela passa um tempinho se reinventando e vai lá ferrar com todo mundo na comunidade.
Victoria é a toda poderosa da comunidade. Ela organiza os eventos, ela sabe tudo da vida de todos. Ela era amante do pai da Emily/Amanda. Ela é o alvo da vingança maior (que eu tô doida pra ver qual é!), pois o pai amava Victoria e ela poderia salvá-lo, mas não o fez.  Ela está com a pulga atrás da orelha em relação a Emily, mas o investigador particular dela não consegue achar nada. O que será que vai acontecer com ela?  Veremos…
O mais legal da série: você nunca sabe da história toda exatamente, a cada episódio aparecem detalhes novos e alguma coisa que te deixa “ué, mas peraí, por que isso aconteceu?” e você vai ter que esperar algum episódio lá na frente para descobrir.
Minha única reclamação é que as vinganças estão meio fracas até agora. Bom, para os ricos deve ser horrível, mas talvez eu seja uma pessoa muito rancorosa: acho que mereciam nada menos que prisão ou morte, o que não aconteceu ainda. Peraí, não, não, teve uma…
Ok, sem spoilers! 😀
Assistam no Sony Entertainment  Television, canal 49 na Sky, às terças, 21hrs.

VAMPIROS, LOBISOMENS E MAIS: 5ª TEMPORADA DE TRUE BLOOD

True Blood volta hoje com a 5ª temporada! Confere aí por que você tem que ficar feliz.

A história começa assim: conseguiram desenvolver sangue sintético. Mas pra que serve? Ué, serve para os vampiros se alimentarem e não terem que morder humanos!  Por isso, os vampiros decidiram se revelar. Então estamos vivendo num mundo onde todo mundo sabe que vampiros existem e o objetivo é conviver pacificamente. HA!

Claro que isso não acontece. Alguns vampiros se acham superiores aos humanos e, ao invés de conviver conosco, eles acreditam que devem escravizar-nos. (Se todos fossem bonitos que nem na foto acima, quem sou eu pra negar né?)

Por causa disso, rola uma guerra interna dos vampiros. Nesse meio, tem também os humanos que não aceitam os vampiros e os maltratam (e até tem uns vampiros bem bonzinhos, coitadinhos…?), principalmente depois de descobrirem que o sangue dos vampiros funciona como uma droga que faz a pessoa ter alucinações,  além de ficar mais forte e rápida.

Mas tem uma humana que é fascinada por vampiros: a Sookie. (No decorrer do seriado, você vai ver que ela é uma chata, mas deixa ela pra lá). Ela conhece o Bill, um vampiro super gentil  e se apaixona. Sookie lê mentes, mas só de humanos. E ninguém sabe por quê. Ela trabalha no bar do Sam, que também tem seus segredinhos.

Mas no mundo dos vampiros também existe política e Bill tem que responder a um xerife, Eric, e a uma rainha também. Eric tem interesse em Sookie e vai fazer de tudo para conseguir possuí-la só para ele.

Tara é a melhor amiga de Sookie e odeia vampiros. Lafayette, primo de Tara  é cozinheiro no bar do Sam, mas é também um traficante, porque salário de cozinheiro, cadê? Ele trafica “V” (sangue de vampiro) entre outras coisas, e se os vampiros descobrirem, não vai ser legal para ele.

Jason é irmão de Sookie. É uma boa pessoa, mas só faz besteira. Como na primeira temporada várias pessoas começam a aparecer mortas, coincidentemente depois que Bill apareceu na cidadezinha deles, Jason também começa a ter certa antipatia por vampiros.

Além desses probleminhas citados acima, a política dos vampiros cria mais alguns muitos problemas para Sookie e Bill. Aí aparecem outras criaturas legais, como lobisomens, metamorfos, bruxas, entre outros…

O seriado é baseado na série de livros “The Southern Vampire Mysteries” iniciada em 2001, e que após o lançamento do seriado foi renomeada pra True Blood. A série era pra ter só 10 livros, mas com o seriado, a escritora está com um contrato para mais três. O livro 12 foi lançado mês passado.

É uma mistureba muito boa, o enredo te prende. A 5ª temporada começa hoje na HBO, então corra e procure as 4 primeiras, que estão em DVD e podem ser encontradas na Saraiva, na Cultura, nas Americanas  e na  FNAC.