A Parisiense: o livro que achei que seria perda de tempo (resenha)

 

Sabe aqueles livros que você já ficou de saco cheio de tanto comentarem perto de você? Meu caso com A Parisiense, de Ines de la Fressange. Eu já tinha alguns livros sobre moda e estilo e achava desnecessário comprar outro. Afinal, tem tanta informação de graça por aí, por que gastar com mais um livro sobre o mesmo assunto?

A minha antipatia inicial, creio eu, também tinha a ver com o fato de que 11 em cada 9,2 blogueiras-it-girl recomenda o livro. Mas fazer resenha e explicar porque ele é bom eu não tinha visto ninguém fazer ainda. ¬¬

Como era de se esperar, minha curiosidade falou mais alto (é maldição do meu nome, gente!) e acabei comprando o danado. Então vamos lá!A ParisienseO que é:

“A Parisiense – O guia de estilo de Ines de la Fressange” traz uma série de conselhos e ensinamentos para aquelas que pretendam se vestir à moda parisiense, descrevendo as características principais e mais básicas do estilo.

Por que é legal

O livro não é do tipo que caga dita regras como “vista isso porque fica bem no seu corpo” ou “isso é brega, aquilo não é”. A maior parte do texto explica conceitos e atitudes que podem ser aproveitados por todo mundo (acho que homens também!).
Uma das coisas que mais gostei é que a autora não vai falando que você tem que comprar isso ou aquilo. Pelo contrário, ela explica que não é necessário ter um quarto cheio de araras abarrotadas de roupa para se vestir bem. E também que é legal quebrar regras!
O livro também destaca maior simplicidade e identidade no vestir. As dicas e sugestões também se estendem para a beleza, maquiagem, decoração, passeios e compras. Quem disse que precisa de dezenas de produtos para ficar bem? A Ines que não foi!

Para quem quer fazer uma viagem e conhecer Paris, Ines também aponta vários lugares (lojas, restaurantes, hotéis) que ela gosta e frequenta. É uma espécie de guia de viagens parceirão que só te leva pra onde ele gosta. 😀

Sobre a edição brasileira

A Intrínseca caprichou. A capa imita couro vermelho, com letras e desenho em dourado (acho que dá pra ver bem na imagem acima), vem com uma fita para marcar a página em que você parou e o interior também é lindo: as folhas são grossinhas e brilhantes. Muitas cores e fotos em boa qualidade!

É claro que isso não é fator para definir se o produto é bom ou não, mas deixa eu explicar.
Quanto mais grossa a folha, mais gasto de papel. Mais pesado o livro fica e mais caro também. Por causa disso, nem todo livro deve ser assim: imagina o Senhor dos Anéis que calhamaço ia ficar! Mas no caso de A Parisiense faz sentido investir num papel com essas características, pois é o tipo de livro que vai “bater perna” junto com o leitor. Certeza que quem for viajar ou mudar o guarda-roupa por influência do livro, vai pensar em levar junto para consultar ali na hora. Bem, eu acho, né? Posso estar enganada. 🙂

Onde comprar

Eu comprei no Submarino, mas também tem na Saraiva e na Fnac. Os preços variam um pouco, então vale aquele esquema de calcular valor do livro + frete para ter certeza de onde vai ficar mais barato.

O livro também está à venda em outras lojas, mas os preços estão bem mais altos do que nessas que indiquei (e também porque não quero indicar loja de onde nunca comprei e não tenho certeza se é confiável).

Ah sim, os links acima geram comissão para o blog. Se não quiser contribuir com o positivismo na minha conta (Ahaha que tosco isso! Bati meu recorde!), joga no Google “A Parisiense –  O guia de estilo de Ines de la Fressange”.

Abraços!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s