UM FILME PARA GAROTAS ROQUEIRAS

Qual foi o filme da sua adolescência?

As patricinhas de Beverly Hills?
Jovens bruxas?
Curtindo a vida adoidado?
Um amor para recordar?
10 coisas que eu odeio em você?
Crepúsculo? Ok, você provavelmente ainda é adolescente. 🙂

Se eu contar que o meu foi Christiane F. vocês vão me achar estranha? Acho que o fato de eu ser a única da minha turma que conhecia David Bowie contribuiu para isso. Contudo, o filme que eu trouxe hoje, só conheci meses atrás. O que me deixou lamentando por não tê-lo descoberto mais cedo (hello, internet não era isso tudo 10 anos atrás!). Se eu já conhecesse o filme Girl, de 1998, eu teria me apaixonado pelo Sean Patrick Flanery mais cedo!

Girl (1998)

Para quem não sabe, eu tenho a meta de assistir a sete, atenção, SETE temporadas de Dexter em apenas um mês, para entender o que vai acontecer na oitava temporada. Tudo por causa deste Senhor Flanery que resolveu entrar na série agora. Te contar, viu? Mas voltemos ao filme.

Girl (baseado no livro homônimo de 1994, de Blake Nelson) conta a história de Andrea Marr, uma garota bonita, inteligente, bem sucedida, com pais super legais, uma vida perfeita e um futuro brilhante. Mas como era de se esperar, a vidinha perfeita dela é também muito chatinha. Tudo sempre na mesma, tudo andando na linha. Cadê desafio? Então ela pirou! Resolveu procurar emoções fortes e acabou se apaixonando por Todd Sparrow, cantor de uma banda local. E quem é o cantor? Quem? Quem? Sean Patrick Flanery, claro!

O filme se passa na cena grunge de Seattle e Andrea se torna uma groupie meio atrapalhada. Para melhorar, a amiga nerd dela entra na festa, além de uma colega roqueira do colégio e três amigos que têm uma banda e tentam fazer sucesso.

Acho uma pena eu não ter assistido isso quando tinha lá por volta dos meus 15 a 18 anos. Certeza que eu ia pirar no filme. É muito legal! É leve, divertido, mas também tem as partes mais sérias e trata de alguns conflitos típicos da idade: amizades, família, sexualidade e por aí vai. Sem contar que Flanery está coisa linda-grunge, minha alma rocker agradece pelo deleite visual. ❤

Flanery como Todd Sparrow

Pra finalizar, a melhor citação do filme é de Andrea no momento em que vê Todd pela primeira vez:

“Naquele momento, eu sabia que Deus tinha que ter sido uma mulher, porque um homem como este não poderia ter sido criado por acaso.”

Anúncios

4 opiniões sobre “UM FILME PARA GAROTAS ROQUEIRAS”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s