MURDER HOUSE

Quem adora terror/suspense/horror levante a mão! o/ o/ o/ o/ o/ o/ o/ o/ o/

Quem me conhece sabe que atóoooooron histórias de terror. Se tiver um filme de terror e qualquer outra coisa no cinema, me chame pra ver o filme de terror. Mesmo que seja trash, adoro rir tbm! (Mas se tiver um filme do Tom Cruise, me chame pra ver o filme do Tom Cruise.)

Pois bem, a sacanagem é que filme acaba em 2 horas, né? Claro que tem aqueles que vão até o número 20 mil, mas nunca é a mesma coisa… Então o que faltava em nossas vidas? Um seriado de terror. ISSO MESMO!!  Terror contínuo uma vez por semana, por possivelmente muitas temporadas.

 

Oh yes baby, American Horror Story.  Alguns de vocês vão me falar “mas já existem séries de terror/suspense: e Supernatural? E The Walking Dead?”  Pois bem, deixe eu dividir um pouco do que aprendi sobre terror nos últimos tempos…

Stephen King  usa uma técnica MARA e bem simples (e quando você para pra pensar, bem óbvia!) para aumentar o terror: aproximar a história do leitor.  “Como assim tia Deb?” A tia explica: ele insere muitas marcas de produtos do dia-a-dia (marcas americanas, claro, mas enfim) como pastas de dente, refrigerantes, programas de TV, etc. em suas histórias para o leitor identificar: “Hey, eu uso isso!”.  Isso faz com que ele pense: “Hum, esse cara é igual a mim… talvez isso possa acontecer comigo também!”  e aí PUM, fica com medo!!! Além disso, os personagens dele possuem problemas como todos nós. Isso também aumenta a aproximação com o leitor.

Eu ADORO Supernatural e sim, eles são irmãos e brigam, como todo mundo. Mas convenhamos: quem de nós é caçador de demônios??? Como se não bastasse, incubidos da tarefa de salvar o mundo do apocalipse??? Isso daí já mata a questão da aproximação para mim (mas se você é um caçador, obrigada por deixar meu mundo mais seguro). Confesso que nunca vi The Walking Dead… ainda. Mas zumbis?? Really?

American Horror Story é próxima de você. Uma família que quer recomeçar: a mulher teve um aborto espontâneo, estava triste, e o marido transou com a aluna dele (Canalha!). Isso pode acontecer com qualquer um! A mulher decide perdoar e se mudam para o outro lado do país para recomeçar. Compram uma casa linda e baratinha… por quê? Porque dezenas de pessoas morreram ali!  :O

Aí temos vários fantasmas. Cada episódio explica a história de um, no começo. E depois mostram como ele influencia a família que está morando lá agora. Além disso, tem os problemas normais deles. Amante do marido aparecendo, a esposa engravida de novo, não pode ficar estressada para não perder o bebê de novo e por aí vai.

Outra coisa que influi no terror é o que Tzvetan Todorov chama de vacilação.  É quando a pessoa fica entre uma explicação plausível para o ocorrido, ou uma explicação sobrenatural mesmo. Então, vamos aos personagens. Temos o homem borracha:

Oh Noes!

Você (bom, eu) não sabe (sei) se ele é um fantasma mesmo, ou se é um dos vizinhos loucos vestidos para assustar o povo.

Temos também o Tate:

Normal people scare me too! Se alguém achar uma camisa assim pra vender por aí, me mandem uma mensagem. Eu quero.

Ele é paciente do marido canalha (que além de canalha é psicólogo). Mas não vejo ele se relacionando com muita gente… só o médico e a filha dele. Algo nele me faz pensar que ele talvez seja um fantasma também. Não sei explicar.

Aí tem a empregada:

“Mas peraí, são duas empregadas?”  Não, crianças! As mulheres a vêem velha, os homens a vêem jovem.  ~:O

Vou parar por aqui. Se eu falar de tudo que eu tô pensando,vou acabar entregando a série toda. Já acabou a primeira temporada, mas está repetindo na Fox. A segunda começa por volta do Halloween.

American Horror Story passa na Fox, Canal 45 da Sky, Sábados às 01hrs (de madrugada, pra aumentar o medo).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s