PARISIAN MACARONS: RECEITA

Macaron é um doce à base de merengue feito com clara de ovo, açúcar de confeiteiro, açúcar granulado e amêndoa moída: resumindo, um sanduíche de biscoito com ganache, buttercream ou geléia.

Não se sabe muito bem onde foi criado, apesar de geralmente considerado um doce francês. Segundo o Wikipedia, o nome é derivado da palavra italiana maccherone maccaroneor (isso é uma palavra só?).

O macaron, como é conhecido hoje, foi chamado de “Gerbet” ou “macaron de Paris” e foi criado no início do século 20 por Pierre Desfontaines. Pesquisei algumas receitas e traduzi esta do site da Martha Stewart.

Ingredientes

  • 1 1/4 de xícara mais 1colher de chá de açúcar de confeiteiro (nossa, que precisão!)
  • 1 xícara de amêndoas descascadas e moídas
  • 6 colheres de sopa de clara de ovos frescos (o que corresponde a cerca de 3 ovos grandes)
  • Pitada de sal
  • 1/4 de xícara de açúcar granulado
Como fazer
  1. Misture o açúcar de confeiteiro e as amêndoas moídas. Em outra vasilha, bata as claras em neve (com a pitada de sal) e adicione o açúcar granulado. Bata até chegar ao ponto de pico (olha o vídeo no final para ver o que é).
  2. Com uma espátula, misture as claras em neve com a mistura de açúcar e amêndoas moídas.
  3. Coloque a mistura num saco de confeiteiro. Você vai precisar fazer disquinhos (de mais ou menos 3cm de diâmetro) com a massa para assar. Forre a forma com papel manteiga! Deixe descansar por uns 15 minutos.
  4. Asse com a porta do forno entreaberta (estranho, né?) por cerca de 15 minutos.
  5. Depois de frios, monte os macarons com o recheio que quiser. Uma opção é a ganache: uma parte de chocolate derretido mais uma parte de creme de leite fresco. Alô, chocólatras!
No site da Martha Stewart não informa a temperatura ideal do forno. Mas para facilitar um pouco nossa vida, o site Tudo Gostoso fez um vídeo com sua própria receita. No vídeo, o chef informa que é necessária temperatura baixa.

Achei bem fácil, exceto pelas amêndoas moídas. Explico: é tão difícil achar essas coisas em BH. Sério! A cidade é grande, mas é meio “rocinha”. Não sei explicar como isso é possível, mas tem lá suas vantagens. 🙂

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s